Foco

Muitos falam do FOCO, mas é latente que o Poder do Foco é mais do que óbvio em seus resultados esperados e desejados. Mas, como nos apresentava Clarice Lispectos “O obvio é a verdade mais difícil de se enxergar”.

O problema do FOCO é que nosso cérebro não tem a dimensão do tempo, ou seja, ele sempre responde ao “presente” de forma intuitiva … veja um exemplo: tenho uma prova daqui á 3 meses, imagine só a dificuldade em manter o FOCO nos estudos agora para se preparar para passar nesta prova, e, por exemplo passar em um concurso … veja que isso tem relação com a questão da CAUSA / EFEITO que deve ser tratada de forma racional e é um dos grandes motivos que perdemos nosso FOCO … não ter a percepção INTUITIVA da relação da AÇÃO sobre um tempo decorrido … como o exemplo que mencionei a pouco.

Aqui vale lembrar Albert Einstein “Uma pessoa inteligente resolve um problema. Uma pessoa sábia, o evita”.

Sendo assim, o FOCO tem sua pauta muito em função do detalhe … pense que mesmo a maior obra literária do mundo foi desenvolvida letra a letra, ou seja, uma construção demanda de partes, desta forma, não adianta ver somente o final se não construir o processo, ou seja, o TODO.